Buscar

Alcancemos o desenvolvimento integral do socialismo acendendo mais as chamas das três revoluções



O estimado camarada Kim Jong Un enviou, no dia 18, aos participantes da V Conferência de Precursores das Três Revoluções uma mensagem intitulada “Alcancemos o desenvolvimento integral do socialismo acendendo mais as chamas das três revoluções”.


Seu texto completo segue:


Celebramos em grande escala a V Conferência de Precursores das Três Revoluções num momento em que graças, à luta heróica de todo o povo em total resposta ao grandioso programa do Partido, se obtêm êxitos valiosos que dão fé do avanço impetuoso de nossa revolução.


Diante das duras provas da história, tornou-se mais firme a fé do povo, aumentou-se mais o poderio do Estado e testemunhamos o devir de uma era de grandes transformações.


A partir de uma análise e apreciação das metas de luta da etapa atual e da seguinte em nossa construção socialista, o estado de preparação das forças revolucionárias e a situação criada dentro e fora do país, mais uma vez determinamos que um dos caminhos para a vitória segura do socialismo ao nosso estilo é produzir mudanças radicais em todos os domínios da ideologia, da tecnologia e da cultura hasteando mais alto a bandeira das três revoluções.


Daí a decisão do Comitê Central do Partido de convocar este evento como um trabalho importante para voltar a conscientizar e afirmar a posição estratégica e o significado de transformação da linha das três revoluções que mantém invariavelmente na construção do socialismo e comunismo e acender mais em todo o país as chamas das três revoluções.


A conferência será mais um marco para um momento decisivo na conversão do Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções e do Grupo pelas mesmas em forças motrizes das revoluções da ideologia, da tecnologia e da cultura, bem como para desenvolver de forma integral o nosso socialismo.


Aproveito esta oportunidade para estender, em nome do Comitê Central do Partido e do Governo da República, meus sinceros agradecimentos e saudações militantes aos participantes do evento, aos porta-estandartes das três revoluções e aos membros dos grupos pelas mesmas em todo o país, que, em pleno apoio à linha geral do Partido, contribuíram substancialmente às revoluções ideológica, tecnológica e cultural como vanguardas da transformação do homem e protagonistas das inovações coletivas.


O engrossamento das fileiras de precursores das três revoluções que apresentam novas normas e padrões e dão exemplos vivos da luta à frente da época nestes tempos em que o Partido orienta energicamente o desenvolvimento integral do socialismo sustentando mais alto as três bandeiras vermelhas, serve de um grande estímulo que garante o triunfo de nossa causa.


As três revoluções foram e continuam sendo o programa de construção socialista e comunista e a linha geral do Partido.


Toda a história da edificação de nosso Estado é, em si, a das três revoluções e, mediante a materialização dessa linha, devemos obter o triunfo definitivo do socialismo e acolher a sociedade comunista.


As três revoluções da ideologia, da tecnologia e da cultura, que vieram à luz pelo grande Líder Kim Il Sung, são termos famosos que sintetizam a ideia, o espírito, o princípio, o conteúdo e o caminho que devemos invariavelmente tomar como guias em todo o curso da construção do socialismo e comunismo.


O espírito que está patente em toda a linha das três revoluções adquire um caráter estritamente independente por exigir a culminação da revolução do país com nossos próprios recursos, e sua essência consiste em consolidar por todos os meios as próprias forças revolucionárias.


No trajeto histórico rumo ao socialismo e comunismo, as tarefas de cada fase revolucionária e as condições objetivas e subjetivas variam constantemente, mas nunca a estratégia da revolução, que considera seu sujeito como o mais substancial.


O grande significado e a eterna vitalidade das três revoluções radicam em cultivar as próprias forças confiáveis em que devemos nos apoiar em todos os momentos no cumprimento da causa socialista que implica percorrer um caminho inexplorado e superar desafios e dificuldades imprevisíveis.


A grande transformação da Coreia do Juche, que soube transformar fundamentalmente o homem, a natureza e a sociedade em tempo recorde da história, foi conseguida ao pé da letra pelas três revoluções. E também são vitórias dessa linha todos os milagres do nosso Estado que maravilham o mundo.


Se não tivéssemos hasteado a bandeira das três revoluções já no alvorecer da nova pátria, jamais teríamos concebido o nascimento de um povo heroico capaz de pavimentar o seu destino por conta própria e o desenvolvimento portentoso da República que, das cinzas, emergiu como toda uma potência, nem imaginado a existência da Coreia socialista, incólume diante das convulsões políticas mundiais e os desafios inauditos.


Para o nosso Partido e Estado é motivo de infinito orgulho ter um programa de luta como a linha das três revoluções que concorda com o caráter legítimo da construção socialista e comunista, com a aspiração revolucionária do povo e tem claramente confirmadas a sua veracidade, vantagem e poderio indestrutível de geração em geração e século após século.


Cabe a nós continuar esta linha com pureza e aplicá-la cabalmente mesmo que passem cem e duzentos anos.


Nosso Partido se propõe a levantar, num futuro próximo, uma potência socialista que prospera com seu próprio sustento e autoestima, ao acelerar o desenvolvimento integral do socialismo.


A época desse desenvolvimento é um período relevante da história, fruto de uma prolongada luta do Partido e povo para materializar a linha das três revoluções, e, ao mesmo tempo, uma nova era de desenvolvimento que virá graças às três revoluções de uma etapa superior.


A linha da edificação de um Estado política, econômica e militarmente independente, defendida pelo Governo já em sua primeira orientação política, tende a um desenvolvimento simultâneo de todos os setores como a política, a economia, a cultura e a defesa. E precisamente para tal efeito, o nosso Partido e povo travaram uma luta prolongada, árdua e ininterrupta sob a bandeira das três revoluções.


Neste curso, aumentou consideravelmente o poderio político e militar da República e finalmente acolhemos uma conjuntura transcendental que assegura novas mudanças, inovação, crescimento e desenvolvimento em todos os domínios da construção socialista.


Neste momento em que foram esclarecidos os fatores decisivos e as condições básicas da defesa firme e do impulso energético do socialismo, uma potência socialista em desenvolvimento e prosperidade não é um sonho que se realizará no futuro distante, mas um objetivo real.


A grande virada para a potência socialista é, por si só, um processo da evolução de todos os membros da sociedade, das elevadas potencialidades técnicas e econômicas e da civilização da sociedade em seu conjunto.


As tarefas de suma importância para a construção da potência socialista, entre elas o nobre talento e personalidade das pessoas, a transição da economia nacional para um desenvolvimento abrangente, a mudança da estrutura de produção agrícola e o estabelecimento do nosso próprio modo de vida cultural de acordo com a demanda da era de primazia do nosso Estado, apresentam como premissa a transformação, o desenvolvimento e a civilização de todas as esferas, setores e pessoas e demandam uma marcha geral das três revoluções que envolva todo o Partido, Estado e povo.


O desenvolvimento integral do nosso socialismo é, em sua essência, uma nova revolução nos três domínios da ideologia, tecnologia e cultura.


Quando alcançarmos as metas das três revoluções que consistem em aglutinar todo o povo com a ideia do Partido, estabelecer uma base científica e tecnológica que garanta o desenvolvimento independente e sustentado da economia, elevar o nível intelectual de todo o povo e erradicar os atrasos culturais de todo tipo, podemos colocar sobre um novo degrau o progresso e a modernidade do Estado.


Hasteando mais vigorosamente a bandeira vermelha das três revoluções, podemos realizar o mais cedo possível o ideal do Partido e a exigência da revolução quanto ao desenvolvimento integral do socialismo.


Impulsionar energicamente o desenvolvimento simultâneo e equilibrado de todos os aspectos da vida estatal e social e de todas as regiões do país tendo como motor as três revoluções é o espírito fundamental da presente conferência.


Produzamos as três revoluções em todas as bases revolucionárias!


Esta é a palavra de ordem combativa que devemos levantar.


Com as três revoluções em todos os setores, unidades e regiões, o desenvolvimento integral do socialismo com que sonhamos é alcançado. E tal é a potência socialista e a sociedade ideal do povo que prospera com seu próprio sustento e autoestima.


Para desencadear as três revoluções em toda a sociedade, devemos alentar mais o Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções e o do Grupo pelas mesmas.


Não existem outras forças motrizes mais poderosas nas revoluções ideológica, tecnológica e cultural. Sua justeza e vitalidade foram confirmadas na prática da construção socialista.


Há muitos anos que o Partido expôs de forma global e concreta o caráter e a missão desses movimentos, assim como os princípios, os requisitos e as vias a serem mantidos nos mesmos.


O importante é a maneira de aplicá-los à altura da época em progresso e das condições da atualidade.


Com base no estudo e análise da situação real desses movimentos, o Comitê Central do Partido traçou uma orientação destinada a infundir-lhes mais vigor.


Antes de tudo, cabe a nós estendê-los à luz dos imperativos da revolução em desenvolvimento.


Atendo-nos à exigência da época de dinamizar as três revoluções em uma nova altura, o Partido se propôs a fazer do Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções uma atividade que abarque, ao pé da letra, toda a sociedade e todo o povo, ao não circunscrevê-lo como agora a unidades como instituições, empresas, fábricas, fazendas cooperativas, oficinas e equipes de trabalho, mas estendê-lo a âmbitos mais amplos que abarquem cidades, condados e empresas combinadas.


A proposta de tal extensão resulta correta tanto pelo caráter do movimento que é massivo na sua forma mais elevada e pelas exigências intrínsecas da causa do socialismo que triunfa com a concordância de ação de todo o povo, quanto pela tarefa da etapa atual de desenvolver por igual e de maneira equitativa todos os setores e regiões.


Já na década de 1970, em que o grande General Kim Jong Il teve a iniciativa do movimento, ele deu a atenta orientação de efetuá-lo em unidades de cidades, condados e empresas combinadas, à medida que o mesmo adquirisse um maior desenvolvimento.


É muito natural que em nosso país as cidades e os condados, pontos regionais da construção socialista, sejam lugares das três revoluções.


Podemos afirmar que, na mesma medida em que se desenvolve a construção socialista, o referido movimento se efetua, como de lei, em unidades de cidades e condados. Sua premissa é o senso de responsabilidade das organizações e funcionários partidários a todas as instâncias, entre eles os comitês de cidades e condados, e a participação de todo o povo. E não há outra maneira mais eficiente de animar todo o país com as três revoluções.


Nosso Partido atribui extrema importância às cidades e condados como unidades principais que organizam e realizam o cumprimento de suas políticas de forma direta, unificada e abrangente, assim como, mediante seu desenvolvimento, impulsiona energicamente a política de seu fortalecimento, que implica a prosperidade do Estado.


O cumprimento das políticas do Partido e as três revoluções não são assuntos diferentes. Tanto o âmbito quanto o conteúdo das políticas do Partido pertencem aos três domínios: ideologia, tecnologia e cultura, e deles são numerosas as tarefas políticas que estão a cargo direto das cidades e condados e que estes devem executar.


Não somente a modernização das indústrias locais e do campo, a remodelação das escolas e hospitais, mas também a construção de habitações, o repovoamento florestal, a regulação do curso de rios e outras importantes tarefas políticas do Partido são da incumbência das três revoluções realizadas em unidades de cidades e condados e se pode esperar sucessos se materializar cabalmente o requerimento de princípio das três revoluções que consiste em priorizar a ideológica e impulsionar conjuntamente a tecnológica e a cultural.


A valorização das cidades e condados que despertam a atenção do país e são os mais adiantados em todos os sentidos nestes tempos críticos demonstra que em todos eles, sem exceção alguma, os altos funcionários do Partido experimentaram o verdadeiro encanto do movimento e sabem fazer do cumprimento da política do Partido um processo das três revoluções.


Se as mais de 200 cidades e condados do país se alçarem com ânimo redobrado com a bandeira das três revoluções no alto, será aberta uma nova conjuntura da transformação das localidades e, num futuro próximo, nossas áreas rurais se converterão no campo socialista rico e cultural com tecnologia moderna e grande civilização.


A época do desenvolvimento integral da construção socialista começará com a nova configuração das localidades e a evidente distinção do ontem e do hoje do campo. E precisamente isto demonstrará a superioridade e o verdadeiro aspecto do socialismo ao nosso estilo.


Aos comitês partidários das cidades e condados incumbe subordinar todos os trabalhos ao referido movimento tomando-o como arma poderosa para o seu fortalecimento regional. E, naturalmente, o movimento será o mais importante no balanço e na avaliação do trabalho desses comitês.


O movimento deve começar com o trabalho político consagrado a induzir as massas a aceitá-lo para o seu próprio bem.


Ao projetar a ampliação do movimento para as cidades e condados, o Comitê Central do Partido contou, em primeiro lugar, com o esforço voluntário e ativo das massas conscientes de suas exigências e interesses.


Uma vez que as amplas massas percebam que as três revoluções contribuem precisamente para transformá-las em homens mais genuínos e cultos e embelezar a terra natal habitada por elas e que será habitada pelas futuras gerações, elas se levantarão com uma força indomável.


É preciso dar a conhecer a intenção do Partido primeiro aos quadros das cidades e condados e, por último, aos camponeses, de modo que se mobilizem a consciência, e por sua vez, priorizar constantemente a sua instrução espiritual e cultural.


Tanto ao traçar um projeto ou um plano para o desenvolvimento da respectiva região como ao organizar uma função artística e um ato esportivo ou cultural, devem elevar seu nível político e cultural e torná-los apresentáveis, a ponto de que esta seja uma boa oportunidade para abrir os olhos das massas e ensinar-lhes a elevada cultura.


A mentalidade de nossos homens se transformou muito, então uma coisa nova que lhes é explicada ou mostrada trará mudanças imediatas em sua percepção política, estética, estilo de trabalho e modo de vida e isso será um fator decisivo que incentivará o movimento.


O Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções travadas com as cidades e condados como unidades não é nada recente, mas é a continuação da luta pelo cumprimento da linha de fortalecimento das cidades e condados e um processo em que as três revoluções alcançam auges e se aprofundam.


Basta que as cidades e os condados se esmerem nos preparativos e acometam com audácia, já que contam com unidades que foram laureadas com a bandeira vermelha das três revoluções e que têm muitos êxitos e experiências mediante diversas atividades massivas.


Os comitês do Partido nas cidades e condados chamarão esse movimento a todos os órgãos administrativos e econômicos e demais unidades sob sua jurisdição, intensificarão sua direção sobre eles e engrossarão continuamente as fileiras das unidades uma, duas e três vezes honradas com a bandeira.


Quando todos os funcionários, incluindo os secretários-chefe dos comitês partidários nas cidades e condados, falarem constantemente das três revoluções e a totalidade destas localidades se movimentarem com o entusiasmo das três revoluções, elevar-se-á o nível de consciência e cultural das pessoas e transformar-se-á de forma irreconhecível a fisionomia dessas zonas.


Para fortalecer o Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções em todas as cidades e condados do país, os comitês do Partido nas províncias devem dirigi-lo apropriadamente.


Elaborarão planos com escrupulosidade para que tal movimento cobre maior ânimo e intensificarão o controle e a direção sobre ele para que se aumente de forma sucessiva o número de cidades e condados que abram as grandes portas do vilarejo comunista ideal.


É necessário construir a exposição permanente das três revoluções em cada província.

Apresentar os dados de êxitos valiosos alcançados pelas cidades, condados e complexos no cumprimento das três revoluções e organizar bem as visitas contribuirão para motivar um bom número de funcionários e trabalhadores e incitar a concorrência e o entusiasmo de emulação. Também será muito útil para assimilar em pouco tempo as boas experiências e métodos e compartilhar as técnicas avançadas.


Os próprios secretários-chefes do Partido nas províncias se encarregarão de acondicionar a exposição permanente como lugar importante de estudo e de troca de técnicas e informações que promova o movimento de ultrapassar os outros, aprender com eles e trocar experiências e estimular as três revoluções.


Para acender com vigor as chamas do Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções em todo o país, é indispensável renovar, antes de tudo, o ponto de vista dos funcionários sobre ele.


Agora, este movimento é restrito a algumas unidades exemplares e precursores.


Os funcionários são os primeiros a se assustarem diante das dificuldades, como as econômicas, e não confiam nesse movimento. Por conseguinte, muitas unidades não avançam nele e não obtêm o título imediatamente superior, embora tenham decorrido quase vinte anos depois de terem conquistado a bandeira vermelha das três revoluções.


Não devem mostrar-se indecisos no movimento por medo das dificuldades, mas erguer-se e fortalecê-lo ainda mais por maior que sejam as dificuldades.

Formar as pessoas comuns como heróis, transformar os retardatários nos avançados e chamar mesmo com as mãos pequenas o lendário Chollima constitui o poderio e a tradição de nossa peculiar ideologia sobre a campanha de massas.


A concepção de que todas as ideias prejudiciais, como o derrotismo, são queimadas e todas as coisas são resolvidas no forno das três revoluções, é o ponto de partida de uma revolução.


As unidades que obtiveram a bandeira vermelha das três revoluções e as que não a obtiveram diferem, em primeiro lugar, pelo conceito que os funcionários têm sobre a característica e poderio de movimento.


Todos os nossos funcionários são revolucionários que, em sua formação, aprenderam o princípio da ideia Juche de que nada é impossível se confiar na força das massas populares e se se apoiar nelas, bem como a materialização desse princípio, que é a epopeia da República.


Os funcionários estudarão bem a característica do Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções, que acelera a transformação das pessoas em revolucionários e comunistas e manifesta plenamente a potencialidade do heroísmo e a inovação do coletivo, se somarão sem titubeio a essa corrente e abrirão o novo caminho de desenvolvimento de suas respectivas unidades.


Há que melhorar a direção sobre o Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções.


Esta campanha data de quase meio século, mas ainda muitas unidades não obtiveram a bandeira vermelha e algumas das que a obtiveram não cumprem devidamente com seu papel, o que mostra que há defeitos em sua direção.


Agora, o movimento se torna uma campanha para avaliação, uma campanha que culmina com a entrega da bandeira.


A direção sobre ele deve estar determinada em todos os momentos pelo controle periódico sobre todo o seu processo, desde a exortação, a avaliação imparcial, a ajuda ininterrupta e a reavaliação destinadas a estimular as já condecoradas a seguir sendo as primeiras a cumprir as três revoluções, propondo-se a metas cada vez mais elevadas e o balanço eficiente.


Em sua melhoria, o Departamento de Agitação e Propaganda do Comitê Central do Partido assume um dever muito importante.


Atualmente, algumas unidades são excluídas do movimento devido ao caráter específico de seu trabalho e outras condições.


Não pode haver unidade ou pessoa que não participe do movimento, porque qualquer trabalhador socialista deve seguir e materializar a linha das três revoluções.


O Departamento de Agitação e Propaganda do Comitê Central do Partido revisará as normas já estabelecidas, incluindo a instrução e regulamentos de avaliação, para que qualquer unidade e pessoa possa participar do movimento renovando e complementando o necessário e, assim, o dirigirá substancialmente.


É importante implantar um sistema equitativo de premiação e punição para avivar o movimento.


Serão justos na avaliação política e material das unidades exemplares e os porta-estandartes das três revoluções para que um número cada vez mais crescente de unidades e massas mostrem grande interesse no movimento. Concederão altas condecorações aos trabalhadores que, com seu prolongado serviço em uma mesma unidade, tenham contribuído para que ela obtenha uma, duas e três vezes a bandeira vermelha das três revoluções e às entidades que glorifiquem a honra do coletivo de porta-estandartes com êxitos brilhantes na materialização da política do Partido.


Em particular, condecorarão as cidades e os condados que a obtiverem e lhes oferecerão tratamentos estatais privilegiados.


Em qualquer caso, devem ser imparciais no balanço e avaliação, e diferenciar claramente o prêmio e a punição.


Os secretários-chefes do Partido nas cidades e condados atrasados em tal movimento e os quadros partidários das unidades removidas das fileiras das condecoradas com a bandeira vermelha das três revoluções ou privadas do título assumirão devida responsabilidade.


Na mesma medida em que o movimento se amplie à escala de uma cidade, condado ou complexo, definirão corretamente as funções e complementarão os aparelhos e cargos necessários destinados a assegurar satisfatoriamente a direção sobre ele.


Ativar ou não o movimento depende, em grande medida, do nível e da capacidade dos funcionários encarregados de sua direção.


Devem ser versados na ideologia do Partido e suas orientações que se apresentam em cada período, estudar as políticas partidárias sobre todos os ramos, possuir alta capacidade administrativa e econômica e preparar-se no técnico-científico e cultural.


Em especial, devem conhecer bem as façanhas do Partido na orientação das zonas a seu cargo, estudar e aplicar continuamente os métodos destinados a melhorar a direção de acordo com as condições e as características concretas.


Os comitês partidários a todos os níveis, incluindo os de províncias, cidades e condados, prestarão profunda atenção à formação dos funcionários encarregados das atividades massivas como quadros competentes e versados em diferentes facetas e estabelecerão o sistema de fixá-los em seus cargos mais de cinco anos pelo menos.


Não devem pensar que a direção sobre o movimento incumbe apenas ao Departamento de Agitação e Propaganda.


Todos os departamentos dos comitês partidários a todos os níveis, começando pelo Comitê Central do Partido, liderarão as instâncias inferiores em estreita combinação com o movimento e o impulsionarão ativamente através de operações combinadas e cooperadas com o Departamento de Agitação e Propaganda.


Redatarão bem a revista “Bandeira Vermelha das Três Revoluções” como importante meio de conduzir e ativar o movimento.


Tomarão medidas pertinentes para que a revista aborde não só os êxitos e experiências das organizações partidárias e funcionários exemplares, mas também os erros, as lições e as questões de trabalho como a elaboração de decisões e metas e os métodos do balanço.


O Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções e o de aprender com os beneméritos do patriotismo socialista têm uma estreita relação entre si.


Das chamas das três revoluções nascem os excelentes protótipos de homens e os beneméritos do patriotismo socialista são precisamente os vanguardistas modelos das três revoluções.


O Partido os tem em alta estima porque agradece e aprecia altamente a fidelidade e a constância patriótica deles que dedicam toda a vida a trabalhos difíceis com consciência imaculada e constância, sem aspirar a nenhuma fama ou remuneração, em prol do Partido, da revolução, da pátria e do povo.


É preciso revigorar o movimento para aprender dos beneméritos do patriotismo socialista para que o exemplo de lealdade e patriotismo das velhas gerações continue vigente década após década.


Se, doravante, convocarmos uma conferência desses beneméritos e a celebrarmos periodicamente, teremos um manual eloquente da vida autêntica que exige o nosso Partido e recorda a pátria através do aspecto dos precursores que tenham alcançado uma altura sublime no espiritual e moral e isto será um meio eficaz de educação das novas gerações.


É necessário dinamizar o Movimento do Grupo pelas Três Revoluções.


Na atual era de transformações em que em todos os domínios da ideologia, da técnica e da cultura se conseguem mudanças e desenvolvimentos inovadores e se explora uma civilização ao nosso estilo, o grupo pelas três revoluções será devidamente o avançado e atuará como vanguarda.


Muito grandes são a confiança e a esperança que o Partido e o povo depositam no contingente de intelectuais da nova geração que conhecem melhor do que ninguém a ideia e orientação do Partido e estão versados nos conhecimentos e cultura modernos, nos jovens vanguardas que possuem um elevado ideal e ambição, aspiram ao novo, sentem um grande afã de revolução e criação e têm uma fortaleza de aço.


A nobre denominação do Grupo pelas Três Revoluções flamejará como bandeira de luta e avanço numa nova era da revolução como a de hoje e o título honroso de vanguarda pelas três revoluções brilhará como é devido com mais orgulho, como símbolo da era de mudanças constantes.


Na etapa atual, a missão dos grupos pelas três revoluções é impulsionar o movimento pelas três revoluções nas unidades às quais foram enviados, tomando como fundamental a revolução técnica.


A partir do papel importante que a ciência e a indústria desempenham no apoio à nossa revolução, o significado da revolução técnica se destaca como nunca antes.

Se uma nova revolução não explodir na esfera econômica e técnica, não poderemos avançar para a civilização moderna nem consolidar a base ideológica do socialismo.


É por isso que o Partido envia esses grupos precisamente para as unidades de capital importância da nossa revolução, considerando-os como destacamentos da revolução técnica.


Os membros desses grupos voltarão sua paixão juvenil à luta pela inovação, criação e salto tecnológicos e abrirão o caminho de desenvolvimento de suas respectivas unidades, erguendo a tocha da revolução técnica.


Estarão sempre em pleno contato com a realidade, promoverão a cooperação criativa em campo com técnicos e trabalhadores e apresentarão as realizações técnico-científicas que realmente contribuam para a produção e a administração de suas unidades.


Se cada um deles expor um dado científico e técnico bem-sucedido e colocá-lo em prática, muitos problemas pendentes serão resolvidos e isto servirá como faísca para despertar as chamas da revolução técnica em todo o país.


Investigar e aprender nos centros de produção e estar à frente da criação de novas técnicas será um método de atividade do membro do grupo pelas três revoluções.


Em sua juventude transbordante de vigor, entusiasmo e espírito empreendedor, deixará marcas indeléveis da criação pelo bem da Pátria e do povo, dignas de serem lembradas com gratidão pela posteridade.


O grupo pelas três revoluções possui uma grande potencialidade capaz de impulsionar vigorosamente o movimento pelas três revoluções na unidade para a qual foi enviado.


Analisará a realidade com um critério partidário e estatal e uma observação inovadora e apresentará ativamente as opiniões valiosas e construtivas que coadjuvam nas três revoluções.


Sob a direção da organização partidária da unidade correspondente, realizará o trabalho político com as massas, dará o exemplo à frente delas e, como encarregados da divulgação de novos conhecimentos e tecnologia, estabelecerão um ambiente da renovação tecnológica.


Devem exercer sua grande capacidade de difusão e influência na tarefa de introduzir a cultura avançada da capital e da cidade nas localidades e vilarejos montanhosos.


Onde quer que haja um grupo pelas três revoluções, reinará um ambiente revolucionário e animado e se desencadeará a febre de criação e luta. E qualquer um de seus membros será precursor das três revoluções, objeto de admiração e imitação de todo o coletivo.


Nosso Partido atribui grande importância ao trabalho do grupo pelas três revoluções na formação de quadros de reserva promissores que se encarregarão de consolidar e desenvolver o Partido e o Estado.


As três revoluções em todas as posições são acompanhadas pela de quadros e exige formar de maneira sistemática um grande número de quadros de reserva que sejam jovens e de boa preparação.


Os membros dos grupos pelas três revoluções, ao apreciarem seus anos neles como primeiros passos para corresponder à solicitude do Partido e do Estado e como período para se prepararem como futuros quadros nacionais, devem se esforçar incansavelmente por possuir nobres qualidades ideológicas e espirituais e elevar seu nível profissional.


Desejarão com veemência ser um verdadeiro revolucionário que pensa e pratica cada dia e cada momento para combinar seu ideal com o propósito do Partido e solucionar problemas que lhe preocupam, um homem empreendedor, inovador e de forte temperamento que não teme as dificuldades, uma pessoa honrada e de consciência limpa que, ainda que passem muitos anos, pode fazer o balanço de seu trabalho com a cabeça erguida perante a pátria e o povo, e um jovem elegante que ganha as multidões com uma nobre cultura e moral.


Pode-se dizer que ultimamente a direção sobre os grupos pelas três revoluções se realiza, em uma palavra, de modo insubstancial e já não lhe resta mais que o esqueleto.


A falta de ordem no sistema de direção desde o Central até as instâncias mais inferiores impossibilita o comando unitário, profundo e concreto e subtrai o vigor ao movimento dos grupos pelas três revoluções.


Os departamentos competentes do Comitê Central do Partido e as organizações partidárias a todos os níveis analisarão de forma abrangente e pormenorizada as atividades dos grupos, encontrarão todos os elementos inadequados e tomarão medidas adequadas.


A agilização do movimento dos grupos deve começar pelo fortalecimento qualitativo e quantitativo destes últimos. É necessário manter o princípio de selecionar rigorosamente como seus membros os graduados universitários que sejam íntegros ideológica e politicamente e que tenham obtido boas qualificações e reforçar as equipes de forma a contribuir para manter o equilíbrio entre diferentes ramos econômicos e revitalizá-las em seu conjunto.


É preciso enviar os grupos também a unidades regionais, libertando-se do esquema convencional de despachá-los apenas a centros de produção, para que desempenhem um grande papel na materialização da linha do Partido de consolidar as cidades e os condados.


Isto permite simultanear a revitalização dos principais setores econômicos e a promoção do desenvolvimento regional e, por sua vez, a gestão dos grupos com maior eficiência e o aumento do seu papel.


É imperioso calcular corretamente a demanda do pessoal técnico em todo o país e a possibilidade de seu envio, determinar apropriadamente a envergadura dos destinados a diferentes regiões e a unidades produtivas de importância transcendental para o desenvolvimento da economia e o melhoramento da vida da população, bem como realizar com habilidade e iniciativa o envio dos grupos.


Às organizações e aos quadros partidários compete intensificar de contínuo e com elevado senso de responsabilidade a direção sobre os grupos, tomando-a como tarefa importante do Partido, e utilizar-se dos mesmos para solucionar os problemas científicos e técnicos que mais afligem as suas regiões e unidades e desferir os primeiros golpes de ataque nas três revoluções.


É necessário criar aos seus membros as ótimas condições de trabalho e vida para que possam demonstrar ao máximo suas potencialidades com o orgulho de serem enviados do Partido, exaltar os que tenham resultados excelentes no trabalho e premiá-los de diversas maneiras, colocando, assim, em plena ação a força espiritual e fervor criador.


As organizações partidárias a todas as instâncias devem ser muito ativas na localização como quadros dos graduados universitários que tenham sido exemplares no trabalho e na vida em seus anos como membros do grupo pelas três revoluções e conduzi-los por um bom caminho para que continuem servindo com uma fidelidade invariável ao Partido e ao povo, como intelectuais que nos centros de produção se revolucionaram e assimilaram os traços da classe operária.


Ao Comitê Estatal de Ciências e Técnicas e outros setores e unidades correspondentes incumbe fomentar a direção às instâncias inferiores e ser muito exigentes para que os grupos desempenhem satisfatoriamente seu papel de vanguardas da revolução técnica.


Elevarão sua responsabilidade no controle e na direção dos grupos e na avaliação de sua inovação técnica em correspondência com os interesses estatais, a tendência atual e as exigências da realidade, assim como organizarão diferentes atividades como exposições e visitas destinadas a ampliar suas visões e desenvolver a sua capacidade criadora.


Os precursores das três revoluções são homens mais seletos e tesouros, objetos de apreço e enaltecimento do Partido.


Por contar com um grande número de excelentes patriotas fiéis como vocês que defendem fidedignamente as três frentes da ideologia, tecnologia e cultura, nosso Partido e Estado se assentam sobre um firme alicerce e o empenho pelas três revoluções em todo o país levantará uma torrente violenta de movimento e progresso.

Cabe a todos os participantes da conferência continuar com honra na vanguarda da luta para colocar em uma nova altura o Movimento pela Bandeira Vermelha das Três Revoluções e o do Grupo pelas Três Revoluções, heranças inestimáveis dos grandes Líderes e motores potentes da construção socialista.


É ambiciosa a meta de luta traçada pelo Partido e continuam a ser múltiplas as dificuldades, mas não podemos esperar que se preparem todas as condições necessárias.


Devemos avançar firme e indomavelmente pelo rumo de desenvolvimento de nosso estilo, recorrendo unicamente às nossas forças.


Estou firmemente convencido de que todos os funcionários e membros do Partido e outros trabalhadores alcançarão infalivelmente a plena prosperidade do socialismo ao nosso estilo, rechaçando todos os desafios da história com as vigorosas chamas das três revoluções.


Lutemos todos vigorosamente, com a fé inabalável e vontade indomável, pela dignidade e glória de nosso grande Estado e pela vitória definitiva do socialismo.


Tradução: KFA - Brasil (Associação. de Amizade Brasil-Coreia)