Buscar

Entidades brasileiras realizam evento conjunto em razão dos 80 anos de Kim Jong Il

Organizações de estudo sobre as Ideias Juche e Songun co-realizaram na noite desse domingo (13) um evento virtual coletivo para marcar a data de 80 anos de nascimento do Dirigente Kim Jong Il.


O evento, chamado «Os 80 anos de Kim Jong Il, o Eterno Dirigente da Coreia» contou com a participação de acadêmicos e estudiosos do processo revolucionário da República Popular Democrática da Coreia. Estiveram presentes Emanuel Tejerina, presidente da Associação de Amizade com a Coreia do Brasil (KFA), Gabriel Martinez, do Centro de Estudos da Ideia Juche do Brasil e José Reinaldo Carvalho, do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz). O evento foi apresentado por Lucas Rubio, do Centro de Estudos da Política Songun do Brasil.


Uma carta de saudação ao evento foi enviada pelo Dr. Dermot Hudson, Presidente do Grupo Britânico para o Estudo da Ideia Juche, Presidente da Associação para o Estudo da Política Songun Reino Unido e também Presidente da KFA do Reino Unido. A carta foi lida ao vivo no começo do evento virtual. Nela, o Dr. Hudson fez um breve histórico de Kim Jong Il e desejou sucessos ao encontro.


Em suas falas, os participantes destacaram os feitos revolucionários de Kim Jong Il ao longo de uma vida inteiramente dedicada ao povo coreano e a causa do socialismo.

Emanuel Tejerina, da KFA do Brasil, destacou a importância do estudo das obras de Kim Jong Il no Brasil e elogiou a atuação de várias organizações brasileiras que levam ao público conteúdos que desmistificam a Coreia Socialista, na contramão da mídia tradicional que se esforça em demonizar o povo coreano.


José Reinaldo, do Cebrapaz, realizou uma intervenção na qual comentou a atuação inabalável de Kim Jong Il nos delicados períodos históricos da RPDC, que enfrentou dificuldades severas na virada do milênio. Ele enalteceu o fato de Kim Jong Il ter levado adiante a bandeira do socialismo em uma época na qual esse sistema esteve em declínio no mundo todo e por ter aplicado a ciência do socialismo de modo a criar uma alternativa adequada às peculiaridades da Coreia.


Gabriel Martinez, do CEIJ-BR, explicou aos espectadores as contribuições teóricas de Kim Jong Il à Ideia Juche, a qual ele sistematizou levando em conta o pensamento de Kim Il Sung. Ele demonstrou como a Ideia Juche e o trabalho de Kim Jong Il deram respostas concretas às novas realidades enfrentadas pela Coreia e lembrou da importante adição ao movimento comunista internacional que o Dirigente Kim Jong Il realizou.


No fechamento do evento, Lucas Rubio, do CEPS-BR, agradeceu a participação especial dos convidados e do público e destacou a importância, para os brasileiros, do resgate histórico de Kim Jong Il como líder revolucionário com importantes ensinamentos úteis não apenas para a Coreia como também para o Brasil. Ele também comentou o visível contato próximo de Kim Jong Il com as massas populares ao longo de sua vida.


O evento se encerrou com a participação de dezenas de pessoas das mais diversas regiões do Brasil, que comentaram ao longo do encontro palavras de apoio à Revolução Coreana e saudaram os 80 anos de nascimento do Dirigente Kim Jong Il.


Você pode ver a gravação da reunião no nosso canal:



Fonte: CEPS - Brasil