Buscar

Entidades internacionais assinam declaração conjunta

Atualizado: Fev 3



Uma declaração internacional conjunta está sendo assinada em apoio à República Popular Democrática da Coreia diante da nova onda de agressões externas contra a Revolução Coreana.


A declaração, escrita em conjunto pela Associação de Amizade com a Coreia do Reino Unido e o Centro de Estudos da Política Songun do Brasil, condena as ações hostis do regime fantoche da Coreia do Sul que tem provocado a RPDC nas últimas semanas e acabou rompendo todos os compromissos de paz e diálogo na Coreia ao ser cúmplice do lançamento de balões na fronteira da Coreia no início do mês.


A declaração foi aprovada em uma reunião online no último dia 19 e logo em seguida foi assinada por várias organizações de várias partes do mundo.


A declaração é reproduzida a seguir.


DECLARAÇÃO INTERNACIONAL CONJUNTA


Nesse momento, a República Popular Democrática da Coreia está sofrendo mais uma série de agressões de forças externas contra a sua soberania. Tais agressões e ações hostis praticadas pelo governo fantoche da Coreia do Sul estão em desacordo com a Declaração de Phanmunjom de 2018 e são graves violações da paz na Península Coreana. A RPDC sempre se manteve em uma posição diplomática e em busca de diálogos amistosos, mas as autoridades da Coreia do Sul abusaram da paciência e recentemente tomaram ações tolas.


Nossas organizações condenam veementemente as autoridades da Coreia do Sul por conivência com as ações hostis anti-RPDC dos chamados “desertores” na Coreia do Sul, que foram corretamente denunciadas pelo povo da RPDC como escória humana.


O regime sul-coreano é o único culpado pela deterioração das relações inter-coreanas que formou o plano de fundo para a demolição do escritório de ligação inter-coreano. O regime sul-coreano foi conivente nas operações anti-RPDC dos chamados “desertores” da RPDC enquanto fingia que não tinha nada a ver com eles. Sob acordos inter-coreanos que foram assinados em 2018, ambos os lados concordaram em encerrar ações hostis em áreas de linha fronteiriça. No entanto, os “desertores” lançaram folhetos anti-RPDC das áreas da linha de frente contra a RPDC. Este foi um ato de guerra psicológica e, de fato, uma reminiscência dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. De fato, a guerra psicológica é frequentemente o prelúdio da agressão física real. Se a Coreia do Sul levava a sério os acordos inter-coreanos, por que ela permitiu que “desertores” operassem em seu território? Na verdade, ela sustenta os “desertores” e oferece uma recompensa financeira para as pessoas que desertam da RPDC.


Portanto, apoiamos a ação da RPDC em demolir, por uma explosão controlada, o escritório de ligação inter-coreano em Kaesong e apoiamos as declarações da camarada Kim Yo Jong, Primeira Vice-diretora de Departamento do Comitê Central do PTC e de Jang Kum Chol, Chefe do Departamento da Frente Unida do PTC e de Estado Maior. Parabenizamos a RPDC pela firme determinação de romper relações com a Coreia do Sul.


Essa declaração conjunta está sendo assinada por várias organizações internacionais de estudo e apoio à Revolução Coreana. Nós condenamos veementemente as ações hostis da Coreia do Sul e a quebra dos acordos de paz. Não aprovamos de forma alguma os ataques de “desertores do Norte” e apoiamos completamente as ações da República Popular Democrática da Coreia para defender o seu orgulho e dignidade.


Os ataques e conspirações anti-RPDC das autoridades sul-coreanas são intoleráveis e causam instabilidade na região, quebrando o clima de paz da Península Coreana e causando grandes obstáculos na causa da Reunificação coreana!


Convidamos todas as organizações de amizade e solidariedade da RPDC a intensificarem o seu apoio à RPDC e a fazerem mais para expôr a natureza dupla e corrupta do regime sul-coreano.


Assinado

Várias organizações dos povos livres de todo o mundo


Associação de Amizade com a Coreia – Brasil Associação de Amizade com a Coreia – Reino Unido Associação de Amizade com a Coreia – Sérvia Associação de Estudo da Política Songun – Reino Unido Centro Brasileiro de Estudos sobre a Coreia Popular Centro de Estudos da Ideia Juche – Brasil Centro de Estudos da Política Songun – Brasil Grupo Britânico de Estudo da Ideia Juche Grupo de Estudos da Ideia Juche – Irlanda Grupo de Estudos da Política Songun – Bangladesh Instituto Latino-Americano de Estudo da Ideia Juche


Fonte: CEPS