Buscar

Kim Jong Un envia mensagem ao X Congresso da União da Juventude




O estimado camarada Kim Jong Un enviou no dia 29 ao X Congresso da União da Juventude uma mensagem intitulada “Demonstrem plenamente o poderio da União da Juventude Patriótica Socialista no avanço histórico rumo a um novo triunfo da revolução”.


Seu texto completo segue:


Foi realizado com sucesso o X Congresso da União da Juventude Kimilsungista-Kimjongilista em meio ao extraordinário fervor revolucionário dos jovens coreanos no seu avanço impetuoso em direção ao novo rumo indicado pelo VIII Congresso do Partido do Trabalho da Coreia.


O presente evento reafirmou com grande orgulho a fé e o juramento dos milhões dos jovens coreanos ilimitadamente fiéis à direção do Partido do Trabalho da Coreia e desejosos de mostrar sem reservas seu heroísmo e coragem no cumprimento da causa do Partido, assim como debateu e decidiu questões importantes destinadas a colocar numa nova fase de desenvolvimento o movimento juvenil nacional.


Muito satisfeito pelo fato de o Congresso ter alcançado êxitos significativos em prol da inovação e do fortalecimento da União, graças ao elevado entusiasmo e à participação ativa de todos os delegados, felicito-os calorosamente em nome do Comitê Central do Partido.


Aproveito a ocasião para estender minhas efusivas saudações militantes a todos os nossos jovens de ambos os sexos do país que glorificam sua preciosa juventude tendo a lealdade ao Partido e a revolução como seu maior orgulho e honra.

Transmito também as minhas cordiais saudações a todos os jovens compatriotas no exterior, incluindo os que se encontram no Japão, que continuam fidedignamente o trabalho patriótico em prol da prosperidade da pátria socialista e do futuro resplandecente da nação.


No último quinquênio de nosso processo revolucionário, houve mudanças novas e transcendentais também no movimento juvenil.


As outrora pequenas crianças se incorporaram nas fileiras da Juventude. Os que ontem eram jovenzinhos, cresceram como força principal da sociedade. E as circunstâncias e condições do trabalho da juventude sofreram uma mudança notável.


Mas continuaram manifestando em alto grau as excelentes qualidades de nossos jovens propensos à revolução e à luta em seu impetuoso avanço seguindo o Partido.


O Partido, que conduz a revolução a um salto espetacular superando com coragem os piores desafios, viu-se sempre rodeado de um nutrido contingente de jovens fiéis a ele. E foram incontáveis os jovens patriotas, inteligentes e fidedignos, que coordenam seus ideais e sonhos com o propósito do Partido e avançam contra o vento e a maré.


Neste mundo, em que os outros buscam somente honras e prazeres, apenas nossos jovens revolucionários respondem infalivelmente ao chamado da Pátria, servem com honradez à sociedade e ao coletivo e dedicam-se por inteiro pelo futuro, aceitando de bom grado os sofrimentos e as dificuldades.


Na sequência do recente congresso do Partido, os jovens de todo o país se mobilizaram em uníssono e, em poucos meses, milhares deles se ofereceram para trabalhos difíceis e pesados. Estes gestos heróicos, equivalentes ao de quem na guerra acuda à frente e não hesita em cobrir com o seu corpo a seteira inimiga, ilustram claramente o nobre mundo espiritual que possuem somente os jovens coreanos.


Formar fidedignos sucessores e reservas e contar com um destacamento juvenil promissor constitui o primeiro patrimônio e a maior honra de um partido revolucionário, que não podem ser comparados com nada do mundo.


Isto assegura ao nosso Partido e povo superar as provações atuais, passar para uma nova etapa da construção socialista e avançar incessantemente para o comunismo.


O início da revolução coreana está estreitamente ligado à origem do movimento juvenil.


Da mesma forma, o florescimento deste último coincidiu sempre com o auge da nossa revolução.


Também para abrir uma era de novas ascensões e mudanças da revolução, seguindo o caminho apontado pelo congresso do Partido, nosso movimento juvenil deve necessariamente potenciar seu papel militante mediante uma grande transformação em seu desenvolvimento.


Nosso Partido planeja fazer dos próximos cinco anos um quinquênio eficiente para o desenvolvimento transcendental da construção socialista ao nosso estilo e que alcança uma grande metamorfose encurtando o tempo.


Também se propõe a travar de forma contínua a imensa luta da fase seguinte para levantar em quinze anos uma próspera potência socialista que garanta a felicidade a todo o povo.


Numa situação como a atual, decidimos lutar traçando uma meta muito ambiciosa. Fazemos precisamente para os jovens e porque confiamos na sua fervorosa aspiração e inesgotável força.


O brilhante futuro do nosso socialismo pertence aos jovens e é uma sagrada obra patriótica que eles próprios devem cultivar com as próprias mãos.

Por esta razão, o Partido atribuiu particular importância a este congresso juvenil com o objetivo de demonstrar sem reservas o imenso poderio do contingente juvenil e garantir a conversão do movimento juvenil no grande motor da construção socialista.


Este evento aprovou a importante resolução de substituir o nome da União da Juventude Kimilsungista-Kimjongilista por União da Juventude Patriótica Socialista.

Esta nova denominação expressa claramente e de maneira direta o caráter e o dever do movimento juvenil na atual etapa da revolução coreana, sintetiza o ideal e os traços dos jovens contemporâneos e confere um toque próprio a essa organização juvenil.


Também leva implícita a grande esperança do Partido e do povo de que todos os jovens se preparem como patriotas que apreciam o socialismo como sua própria vida e lutam firmemente e geração após geração por seu triunfo e que a União demonstre plenamente seu poderio como brigada de choque na construção socialista.


Sua nova denominação não significa nenhuma mudança na natureza intrínseca dessa agrupação, que tem como objetivo e tarefa de luta gerais a imbuição de toda ela com o Kimilsungismo-Kimjongilismo.


Tanto o socialismo quanto o patriotismo representam as imperecíveis ideias e façanhas do grande Líder Kim Il Sung e do grande General Kim Jong Il.


Amar apaixonadamente a pátria socialista do Juche, à qual consagraram toda a sua inestimável vida os grandes Líderes, e lutar pela culminação da causa socialista equivale a ser fiel ao Kimilsungismo-Kimjongilismo.


Já que o presente Congresso marcou um novo marco para o desenvolvimento do movimento juvenil coreano, à União da Juventude Patriótica Socialista incumbe concentrar todas as suas forças no cumprimento da importante missão e tarefa que lhe foram atribuídas pela época e pela revolução.


Sua principal tarefa na etapa atual é transformar todos os jovens em patriotas que defendem firmemente o socialismo e se entregam totalmente à construção socialista.

Cabe-lhe ostentar seu poderio na nova marcha histórica da revolução e abrir uma era de plena prosperidade do movimento juvenil coreano.


Sua primeira tarefa importante é canalizar o conjunto de seus trabalhos para preparar todos os seus membros como patriotas que abrigam fé no socialismo.


Esta é a existência e a vida do nosso povo e os jovens são protagonistas e artífices do socialismo futuro.


No entanto, a juventude de hoje, por ter nascido e crescido durante um período em que o país atravessava dificuldades, carece de uma experiência vívida e noção clara acerca das vantagens autênticas do socialismo ao nosso estilo, e, em certos casos, tem até uma concepção errônea sobre ele.


Múltiplas são as provas e colossais são nossos deveres, mas nada é mais premente e importante do que preparar a nova geração da revolução como fidedignos construtores do socialismo.


Educar no verdadeiro sentido da palavra os jovens para que abracem o socialismo como uma fé inquebrantável nessa etapa da vida em que se forma e se consolida o conceito do mundo, este é precisamente o trabalho primordial que incumbe às organizações juvenis.


A estas cabe aprofundar ininterruptamente o trabalho de armar firmemente seus integrantes com a ideia socialista.

É importante explicar-lhes com princípios e comparações em que consiste o socialismo e quais são as características essenciais e as vantagens do socialismo ao nosso estilo.


Em particular, semear-lhes o coletivismo, cerne da ideia socialista e comunista, relacionando-o com a orgulhosa realidade da sociedade, de maneira que assimilem como sua própria exigência o slogan Um por todos e todos por um!


O atual poderio e imagem majestosa da Pátria socialista, a beneficência do nosso regime capaz de assumir plena responsabilidade e garantia da dignidade, dos direitos, dos interesses e do futuro feliz do povo, assim como as virtudes e belos traços próprios desta grande família socialista que outras nações não podem imitar nem reproduzir, deveriam ser objeto de orgulho inusitado dos jovens coreanos.


É preciso educar por todos os meios e constantemente os jovens para que compreendam claramente o grande valor dos benefícios do nosso sistema socialista às novas gerações e ao povo em geral nestes tempos difíceis.


A fé no socialismo torna-se mais firme se se convence de sua justeza, sua infalível vitória e o caráter legítimo de sua causa.


A política do Partido é o compêndio da estratégia, tática e o caminho mais acertado para vencer todas as dificuldades e construir com sucesso o socialismo ao nosso estilo.

Deve ser um trabalho cotidiano das nossas organizações juvenis incutir na voz do Partido o verdadeiro ideal e aspiração aos jovens que anseiam pelo novo e ardem de paixão e encorajá-los a realizar proezas.


Cabe-lhes explicar aos seus membros a essência da política do Partido e organizar com esmero a sua aplicação, de modo que participem com ânimo e otimismo na luta patriótica para contribuir à construção socialista.

Para preparar nossos jovens como patriotas que abrigam fé no socialismo, é importante fazê-los aprender da ideia, do espírito e do estilo de luta dos jovens da época de Chollima.


Estes jovens dos anos 50 e 60 tinham uma firme fé no ideal socialista e comunista, criaram o milagre de Chollima com sua perseverança e construíram o melhor socialismo do mundo.


É preciso educar de forma original e substancial todos os jovens na fidelidade ao Partido e na audácia exposta pelos da lendária era de Chollima e com uma grande variedade de gestos e episódios protagonizados por eles, de tal forma que se levantem com coragem para viver e antecipar o brilhante futuro do socialismo como fizeram as gerações passadas.


Ao mesmo tempo, farão com que os jovens reafirmem a fé no socialismo através da luta intransigente contra ideologias reacionárias como o capitalismo e o egoísmo, antônimos do socialismo e do coletivismo.


A segunda tarefa importante da União é formar todos os seus integrantes como dignos construtores socialistas na ação real para cumprir a resolução do VIII Congresso do Partido.


O ímpeto e os traços dos jovens cheios do patriotismo são reforçados em sua prática e fortalecimento para cumprir a missão histórica que assumem em sua geração.


O VIII Congresso do Partido traçou a meta mais científica e favorável ao desenvolvimento que conduz o socialismo ao nosso estilo por um caminho que o torna mais poderoso e rico, assim como indicou tarefas concretas para distintos domínios como a política, a economia, a defesa, a cultura, etc.


A meta em perspectiva da construção socialista que o nosso Partido projeta é precisamente o ideal dos nossos jovens. Toda grandiosa transformação é inconcebível sem a luta empreendedora e ativa das massas juvenis.


Ao apresentar os jovens como brigada de choque na construção socialista, propomo-nos a acelerar o trabalho revolucionário com o impulso da juventude e, acima de tudo, formar nesse processo os nossos relevos como valentes combatentes juvenis e construtores socialistas que não se afligem ante as dificuldades.


Na época atual em que os jovens assumem a grandiosa tarefa em meio a uma circunstância dura como nunca antes, deverão levantar o slogan Demonstremos o temperamento dos jovens patriotas na dignificante luta pela construção socialista!


Às organizações juvenis incumbe induzir todos os seus membros a demonstrarem sem reservas a sua inteligência e valentia na materialização da resolução do VIII Congresso do Partido, com a grande honra e orgulho de serem patriotas socialistas.


Enquanto os membros do Partido do Trabalho incentivam e se posicionam à frente do cumprimento da política do Partido, nossos jovens serão as chamas e brigadas de choque.


No cumprimento do Plano Quinquenal, devem inflamar mais a chama da criação e inovação.


Às organizações juvenis corresponde fomentar o afã, a inventividade e a criatividade das massas juvenis para que o plano de seu trabalho para o cumprimento do referido plano não seja uma palavra vazia, assim como estimulá-las e ajudá-las constantemente para que cumpram cada dia, mês e trimestre do plano da economia nacional.


O milagre não opera espontaneamente, mas quando se mobiliza a força do coletivo e toma auge a febre da emulação.


Às agrupações juvenis cabe desenvolver substancialmente diversos movimentos de massas, entre eles o da brigada de choque juvenil, o da subequipe juvenil e o da equipe de trabalho juvenil, a fim de promover a tendência de ultrapassar os outros, aprender deles e trocar experiências, logrando, desta forma, que em todos os setores da construção econômica prevaleça a inovação coletiva e solidária da juventude.

Orientarão os jovens a assumirem, antes de mais ninguém, as tarefas mais complicadas que enfrentam seus setores e unidades, sejam os primeiros a solucioná-las e que, nesse processo, se engrossem as fileiras de inovadores laborais e heróis juvenis que tenham estabelecido novos padrões e recordes e realizado façanhas.


Devem encorajar e enaltecer os jovens louváveis que se ofereceram para realizar trabalhos difíceis e dar-lhes ajuda e apoio para que sejam consequentes em sua louvável decisão e ideal.


Esta dinâmica época que exige novas inovações, criações audazes e avanços constantes é um momento propício para os jovens versados nos últimos avanços científicos e tecnológicos e possuidores do inesgotável afã de pesquisa.


As organizações juvenis devem organizar e realizar mais ativamente a marcha técnico-científica, para dar lugar a uma infinidade de novas técnicas, invenções e inovações e à formação de homens práticos e talentos promissores que orientem com a ciência e tecnologia o empenho pela maior produção e criação.

Incentivarão energeticamente os jovens dos setores científicos e universitários a dedicar todos os seus esforços a dominar a tecnologia de ponta de suas especialidades com a audácia e a ambição de competir com o mundo, bem conscientes de que o futuro da construção socialista depende do cérebro da jovem geração e do nível técnico-científico.


A defesa da pátria é um trabalho de capital importância que não pode ser negligenciado nem por um momento na realização da causa socialista e o dever mais sublime da juventude apaixonada.


As organizações juvenis educarão seus membros no patriotismo para que valorizem como um todo unitário a defesa nacional e a juventude e considerem o serviço militar como sua máxima honra e orgulho. Também os conscientizarão constantemente para que estejam sempre preparados para a defesa nacional e a eventualidade


Às agrupações juvenis nas Forças Armadas compete conduzir todos os seus membros a lograr méritos e proezas no cumprimento dos deveres militares destinados a proteger fidedignamente a pátria socialista e salvaguardar o bem-estar do povo. Ao mesmo tempo, incumbe-lhes colocar grande empenho na formação ideológica e espiritual para que, no futuro, possam desempenhar o papel protagônico nos postos da construção socialista, como fazem durante o serviço militar.


A terceira tarefa importante que a União da Juventude Patriótica Socialista tem pela frente é formar seus integrantes na autêntica moralidade e cultura socialistas.


Enquanto conduz adiante a construção socialista, nosso Partido presta atenção especial a preservar, continuar e desenvolver a moralidade e a cultura inerentes e excelentes da nossa sociedade.


É natural que a potência socialista que construímos deva ser muito superior e avançada também no aspecto moral e cultural, e, neste aspecto, os jovens ocupam um lugar muito grande.


Um país que tenha jovens moralmente saudáveis e civilizados pode lograr um desenvolvimento sustentado, sem perder o equilíbrio em qualquer momento, mas um país com uma juventude degenerada não tem futuro.


O Partido deseja que a nobre e bela moral socialista e o estilo de vida cultural criados pelas gerações precedentes da revolução continuem de forma intacta e se aperfeiçoem pelas jovens gerações.

As organizações juvenis tomarão o estabelecimento do nobre ambiente moral e o estilo de vida cultural rica como um dever importante para garantir a continuidade da causa socialista e o cumprirão com responsabilidade.


Lhes incutirão corretamente os belos costumes da nação e a concepção moral fundamentada no coletivismo, para que tenham uma boa base da vida moral e ética.

As palavras, as ações, o penteado e a forma de vestir dos jovens são amostras de como trabalham as organizações juvenis a que pertencem.


As organizações da União da Juventude devem ser muito exigentes com seus membros para que conheçam bem e acatem voluntariamente a ética na fala, na troca de saudações e na cortesia pública, e possuam sempre o hábito de enfeitar e enobrecer suas aparências.


Fomentar mais o traço comunista de ajudar-se e conduzir-se mutuamente por muitas que sejam as dificuldades na construção socialista e culminar com a moralidade e o amor o socialismo ao nosso estilo é a vontade e o ideal do nosso Partido.


O Partido deseja que a nobre virtude comunista de aceitar como suas a alegria e a tristeza alheias faça parte da vida dos jovens e que entre eles se manifestem mais os belos traços que constituem o verdadeiro aspecto da nossa época.

As organizações juvenis também prestarão devida atenção a que seus integrantes elevem o nível cultural e desempenhem o papel de vanguarda na criação de uma nova civilização socialista.


O importante neste trabalho é realizar ininterruptamente a educação por meio de obras literárias e artísticas como canções, poesias e novelas revolucionárias conforme a característica dos jovens e organizar amplamente diversas atividades políticas e culturais como oratórias e exposições para que possuam amplos conhecimentos culturais e levem sempre uma vida saudável e decente.


As organizações juvenis e seus membros serão protagonistas no trabalho de encher o país de júbilo, otimismo e ânimo através de intensas atividades esportivas, culturais e artísticas de massas.


Atualmente, os fenômenos antissocialistas e não-socialistas constituem o veneno perigoso que altera a natureza do socialismo ao nosso estilo.


Agora se trava a escala de toda a sociedade a luta para eliminar os fenômenos opostos e alheios ao socialismo, que constitui outra luta de classes, a patriótica, destinada a salvaguardar a pureza e o futuro dos nossos jovens e a proporcionar-lhes um lar socialista mais maravilhoso.


À União da Juventude compete maximizar a sua potência e mobilizar as massas juvenis como um só homem na luta contra os referidos fenômenos.

Farão fazê-los conhecer claramente o caráter nocivo e as consequências da ideologia e da cultura reacionárias, semelhantes ao tumor maligno, para converter, assim, a luta contra elas num trabalho dos próprios jovens, e não tolerarão jamais, por mais insignificantes que sejam, as manifestações que promovam os atos opostos e alheios ao socialismo ou que corroam seu espírito saudável.


O mais essencial nesse trabalho é captar de maneira sensível os atos anormais e as mudanças psicológicas dos jovens, controlar totalmente o espaço em que possa penetrar o modo de vida espúria e tomar precauções pertinentes, oferecendo-lhes uma proteção efetiva.


Toda a União, consciente de que a luta contra os atos opostos e alheios ao socialismo é um confronto inflamado que não admite dar um passo atrás, mobilizará seus milhões de membros para arrancar pela raiz os brotos da injustiça e da erva venenosa, valendo-se de seu fervoroso senso de justiça e do poder dos exemplos positivos.


Não são poucos os assuntos relacionados com o trabalho juvenil, mas nosso Partido confia em que a União da Juventude Patriótica Socialista cumprirá com a honrosa missão e dever que assume perante a época e a revolução ao destinar seus afazeres ao cumprimento das três tarefas acima mencionadas.


A fim de colocar o movimento juvenil em uma nova altura conforme os requisitos da revolução em desenvolvimento, incumbe à União elevar por todos os meios a sua capacidade de combate.


Apenas fortalecendo a função e o papel das organizações, responsáveis e guias da vida política dos jovens, a União poderá formar todos eles como patriotas consagrados à construção socialista e realizar com vigor os seus afazeres.

As organizações juvenis se concentrarão nos assuntos internos de acordo com sua missão e dever.


Devem estabelecer um ordenado sistema de dar a conhecer a tempo e corretamente a todas elas as diretrizes e políticas do Partido e materializá-las incondicionalmente, assim como implantar a férrea disciplina de trabalhar unicamente segundo as indicações do Partido.


É importante regularizar e padronizar a vida orgânica e ideológica da União e melhorar a direção sobre ela.


Intensificarão ininterruptamente a educação nos cinco pontos mediante o funcionamento regular do sistema de educação interna com sessões de estudo e conferências e a organização substancial de visitas a antigos campos de combate e locais históricos revolucionários e a diferentes centros educativos, logrando que todos os tipos de trabalho da União se convertam num processo eficaz da educação ideológica.


Guardando-se estritamente do modo cerimonial e da inclinação à elegância na educação dos jovens, investigarão e aplicarão incessantemente novos métodos para aumentar a permeabilidade e a influência da ideologia de acordo com a ideia, o sentimento, a percepção e o nível de consciência dos jovens da época atual.

Por eles serem muito sensíveis e susceptíveis ao novo, são necessárias medidas destinadas a introduzir de modo ativo na sua educação diversos meios como publicações e multimídia, assim como os últimos avanços da informática.


O fundamental na direção da vida orgânica dos membros da União é colocá-los a par dos seus estatutos e normas e implantar o ambiente de observá-los estritamente em qualquer circunstância e condição.


Algumas organizações juvenis existem apenas de nome, pois não realizam como é devido as reuniões de balanço da vida orgânica e a assembleia geral regular nem dão tarefas aos seus integrantes sob tais e quais pretextos, os quais são deficiências que devem ser corrigidas.


Os jovens envolvidos em atos ilegais e crimes são, sem exceção alguma, aqueles que se afastaram da organização ou aqueles que detestam seu controle.


A União da Juventude colocará como tarefa urgente a solução do problema dos marginalizados da vida orgânica e dos não afiliados à organização para que nenhum esteja fora de sua direção e amparo e educará com métodos adequados e de forma consequente os problemáticos no cumprimento da tarefa revolucionária, na vida econômica e na moralidade.


O fortalecimento das organizações de base garante o de toda a União.


À União compete continuar erguendo o slogan Toda a União para ajudar a organização primária!


Embora custe muito trabalho, ajudará os presidentes das organizações primárias a caminhar com seus próprios pés e será eficiente na criação das organizações primárias modelos e na generalização de suas experiências.


O que merece atenção neste trabalho é que as superiores organizem corretamente o trabalho e deem tarefas concretas às primárias conforme a situação real para que possam mover-se de modo ativo e que sejam muito exigentes em seu cumprimento.

Para fortalecer as organizações de base, é importante engrossar as fileiras dos jovens mais ativos e aumentar seu papel.


Em toda a União, desenvolverão energicamente o trabalho para aprender dos protótipos da época, encontrarão e terão em alta estima os que possam ser modelos nas organizações de base, assim como aumentarão o número dos patriotas mediante a educação e a reforma dos jovens mais atrasados pelos mais ativos.


Bem conscientes da posição que ocupam no fortalecimento da União e na direção da vida orgânica de seus membros, os comitês urbanos e de condados consolidarão as organizações de base e trabalharão escrupulosamente para forjar os jovens mediante a vida orgânica.


Os comitês da União de nível central, de províncias, cidades e condados evitarão decisivamente a tendência a atribuir sem consideração tarefas sociais às organizações de base, impossibilitando-as de atender devidamente aos assuntos internos.

Há que estabelecer o sistema de trabalho ordenado e a disciplina de acordo com a realidade alterada e as circunstâncias.


É preciso reajustar as estruturas e as fileiras e atribuir corretamente as tarefas para que todas as organizações da Juventude, desde as de nível central até as de condado, passando pelas provinciais e urbanas, cumpram satisfatoriamente suas funções como estados-maiores que projetam e realizam a educação dos jovens, e para que esta educação seja realizada respeitando estritamente a realidade.


Já que, por enquanto, nas zonas rurais e em algumas outras regiões e entidades, está diminuindo o número de membros da União e surgem inconvenientes na direção sobre sua vida orgânica, é imprescindível tomar medidas para compor racionalmente as organizações de base e melhorar o sistema da vida orgânica.


Para produzir mudanças reais no trabalho da Juventude, é preciso elevar decisivamente a responsabilidade e o papel dos seus funcionários.


A chave mestra para o fortalecimento da Juventude é precisamente a elevação do papel e nível de seus funcionários.


Atualmente, entre eles, percebe-se a tendência a completar seus anos de serviço trabalhando moderadamente, sem total entrega, e guiados pelo pensamento de que ocupam seus postos de forma temporária.


Sem eliminar este critério e a irresponsabilidade existentes na União, não se pode esperar qualquer mudança inovadora em seus trabalhos.


Aos seus funcionários cabe dedicar-se por inteiro ao seu trabalho, conscientes de que são dirigentes políticos que preparam os jovens como verdadeiros construtores socialistas e patriotas e com a atitude de que se responsabilizam tanto pelo seu presente quanto pelo seu futuro.


Com boa visão política, entusiasmo, ousada capacidade de implementação e de comando, se empenharão para cumprir com rigor cada uma das tarefas assumidas, e traçarão todos os trabalhos com iniciativa e os realizarão de maneira audaz e inovadora.


Todos os funcionários da Juventude sempre entrarão entre os jovens para serem divulgadores atentos das políticas do Partido e ajudantes sinceros que os conduzem por um bom caminho, compartilhando com eles as alegrias e as tristezas.


Se armarão firmemente com a ideia e o conceito revolucionários do Partido, se prepararão como homens destacados em distintas matérias, com amplos conhecimentos, alto nível cultural, nobres traços e calorosa humanidade.


À União da Juventude compete realizar substancialmente os cursilhos, a experimentação da realidade, a educação continuada e outros trabalhos destinados a elevar o nível dos funcionários, e, particularmente, dedicar enormes esforços a consolidar as fileiras dos presidentes dos comitês da Juventude nas cidades e condados.


É necessário fomentar em todo o Partido e em toda a sociedade o apoio à União da Juventude e pôr grande empenho na educação dos jovens.


A principal exigência da ideia do Partido de dar importância à juventude é tomar firmemente o trabalho com a União como parte de sua missão e orientar os jovens a herdar com firmeza a linhagem da revolução com o claro conhecimento de sua natureza e sangue.


Apenas quando muito esforço é feito na formação dos jovens, a próxima geração da revolução, não terão sido em vão o sangue e o suor patrióticos derramado pelas gerações anteriores e poderá ser brilhante o futuro da nação.


Todas as organizações e funcionários do Partido prestarão profunda atenção e colocarão todo o esmero no trabalho da União da Juventude e na educação dos jovens, colocando-se no lugar dos pais empenhados em formar de maneira excelente os seus filhos.


Os altos funcionários do Partido se preocuparão sempre e como ninguém com o problema da educação dos jovens, acharão a maneira de resolvê-lo, serão exigentes com departamentos e funcionários dos comitês correspondentes do Partido para que ofereçam ajuda substancial ao trabalho com a juventude e organizarão propositadamente os trabalhos nesse sentido.


Há que atribuir com audácia tarefas importantes às organizações juvenis, estimular e apoiar plenamente os seus esforços para que obtenham resultados lisonjeiros.


É necessário promover como funcionários da União os mais fiéis ao Partido e forjados no serviço militar e nos centros de trabalho, elevar sua honra e orgulho e resolver com responsabilidade os problemas relacionados ao seu futuro.


A todas as organizações do Partido compete criar de maneira substancial exemplos e protótipos da direção partidária sobre os trabalhos da Juventude, de modo que suas organizações se movam com vigor e registrem mudanças reais na educação da juventude.


O Departamento de Organizações de Trabalhadores do Comitê Central do Partido colocará acima de tudo o trabalho com os jovens e mudará o rumo de seu trabalho como departamento de operação que apresenta a iniciativa de melhorar o trabalho da União da Juventude e controlará e dirigirá acertadamente as seções de organizações trabalhadoras dos comitês partidários a todos os níveis para que elas mudem radicalmente seu estilo de trabalho.


Todo o povo deve ser dono da educação dos jovens e estes serão apreciados e exaltados por toda a sociedade.


A todos os funcionários e demais trabalhadores, que são educadores e professores dos jovens, o futuro da pátria, cabe-lhes formá-los como homens socialistas imbuídos do coletivismo, do patriotismo e do nobre conceito de vida, e implantar o ambiente social de ajudar ativamente para solucionar os problemas que enfrentamos no trabalho com os jovens.


Hoje, a União da Juventude Patriótica Socialista tem pela frente a honrosa tarefa de abrir uma nova era do movimento da Juventude coreana por ocasião de seu X Congresso.


Nosso Partido e povo desejam que os milhões de filhos da pátria continuem firmemente as tradições de fidelidade e patriotismo dos precursores da revolução e ostentem diante do mundo o espírito e temperamento da juventude coreana no esforço para antecipar o futuro brilhante do socialismo e do comunismo.


Estou firmemente convencido de que todas as organizações juvenis e seus membros, guiados pelo Partido, cumprirão sua sagrada missão e dever na marcha histórica rumo à nova vitória da revolução elevando com orgulho a bandeira da União da Juventude Patriótica Socialista.


Tradução: KFA - Brasil (Associação de Amizade com a Coreia)